25/10/2011

Como perder aquela barriguinha

          Sei que muitas de vocês tem aquela barriguinha "saliente", que não é magra e nem gorda, mas há um certo voluminho que encomoda. acertei? nesse guia prático vou mostrar á vocês como perder ela antes do verão, para você poder usar aquele biquini que está guardado á um tempão. Você terá de se esforçar, não adianta fazer uma série de exercícios por samana e no fim de semana comer quilos de macarronada á tarde e pizza á noite. O mais difícil é perder a barriguinha, manter é muito fácil, além do seu corpo ficar bonito, você conserva sua saúde.

Fazer algum exercício

Se você não se mexe comece a fazer algum tipo de exercício físico. O exercício físico é tão importante como a alimentação e ajuda a libertar hormônios, queima calorias, tonifica os músculos e liberta stress. O exercício também aumenta circulação sanguínea e ajuda a digestão para quem tem uma barriga dilatada ou problemas digestivos. Durante a primeira semana que faz exercício não importa muito a modalidade, desde que meta o sangue a bombear. Correr, jogar futebol, natação, caminhada, tudo serve.
Para perder a gordura da barriga a longo prazo deve seguir um treino regular de alta intensidade, alguns exercícios abdominais e cardio moderado. Na primeira semana você vai ver grandes resultados porque é a altura em que perde dilatação da barriga. A dilatação não é gordura, mas sim retenção de líquidos e inchaço. Em uma semana você não vai perder muita gordura da barriga pois este processo é mais lento mas é contínuo.
Para conseguir a famosa barriga de “tanquinho”, é preciso ir além dos exercícios moderados 1 ou 2 vezes por semana e fazer uma mistura de exercícios de alta intensidade e uma boa alimentação.

Cuide do seu trato intestinal 

O intestino tem papel fundamental para a sua saúde. Quando a digestão funciona corretamente e os nutrientes são assimilados de forma adequada, melhora o seu sistema imunológico, perda de gordura, aumento de massa muscular e a qualidade de vida.
Alguns fatores podem alterar o funcionamento desse aparelho e alterar a flora intestinal. A ingestão de antibióticos, uma dieta inadequada, desidratação e tensão em excesso. Nesses casos, é comum surgir inchaço abdominal, gases e má digestão.
Para evitar que isso ocorra, tome um ou dois iogurtes por dia; ricos em lactobacilos vivos. Alimentos ricos em fibras como as verduras e hortaliças são uma boa forma de dar um empurrão ao sistema digestivo, assim você elimina a prisão de ventre e restos de alimentos que ficam presos nos intestinos.

Beba água de forma controlada

Deve distribuir a ingestão de água ao longo do dia. O ideal é beber cerca de 1,5 litros de água por dia, mais se você fizer desporto ou viver num clima quente.
Deve dosear a ingestão de água ao longo do dia. O ideal é tomar um copo ao acordar, um ou dois ao longo da manhã, um copo antes do almoço, 2 copos durante a tarde, um copo antes do jantar e um copo antes de ir dormir. Se você bebe 4 copos de manhã e 4 copos à noite você vai à casa de banho pouco tempo depois da ingestão e o corpo não tem oportunidade de absorver e utilizar a água ao longo do dia.
Ainda que pareça uma contradição, quanto mais água seu organismo retêm, mais liquido você precisa beber para diluir os minerais presentes em seus tecidos e eliminá-los pela urina. A recomendação usual é tomar cerca de oito copos de água por dia.
De qualquer forma, não convém abusar: o excesso de água também pode inchar seu estômago e dilatá-lo. Tente contabilizar a quantidade de liquido que perde ao longo do exercicio pesando-se antes e depois da atividade. Se você eliminou 0.5 kg durante o treino, hidrate-se e reponha meio litro de água.

Elimine os gases

O sistema digestivo está preparado para eliminar os gases sem dores nem sofrimento. Apesar disso, o estresse, a má digestão, a intolerância ou a alergia a certos alimentos podem prejudicar o sistema digestivo e fazer com que o estômago inche e comece ter tendência dilatar e a acumular resíduos e gorduras na região abdominal.
Você acorda com um abdômen reto sem nenhuma gordura localizada, após o café da manhã já nota a sua barriga um pouco mais saliente e à noite se sente inchado? Se for o seu caso, é provável que o seu problema esteja relacionado com gases.

Cuidado com os laticínios

Algumas pessoas apresentam uma ligeira intolerância à lactose que, por provocar um incômodo pequeno, não impede de beber leite e consumir os seus derivados sem sofrer inconvenientes digestivos graves. Contudo, essa característica do organismo é suficiente para que a enzima que digere a lactose não funcione de maneira adequada e o açúcar do leite fermente no tubo digestivo, provocando inchaço abdominal. Para saber se você sofre desse mal, faça um teste simples: tome um copo de leite ou alguns pedaços de queijo antes de dormir e observe se acorda no dia seguinte com o abdômen alterado.
Se você tiver de optar por não ingerir laticínios, não se esqueça de garantir suas doses diárias de cálcio, incluindo em sua dieta verduras, peixe e frutos secos.

Opte por alimentos integrais

Prefira massas, bolachas, cereais e pães integrais. A farinha branca ou refinada é pobre em fibras e nutrientes e pode causar inchaços abdominais. Além dos alimentos integrais serem mais completos enchem mais o estômago e tem menos calorias. Assim você acaba por comer uma quantidade menor e com menos calorias.

Menos sal, mais especiarias e limão.

Experimente passar uma semana reduzindo drasticamente a quantidade de sal na sua comida e você vai se sentir muito. O sal provoca o inchaço das células com a retenção de água para diluir o excesso de sódio. Isto chama-se retenção de líquidos. Procure temperar suas receitas com especiarias, pouco sal e sumo de limão.
Apesar de o corpo humano precisar de sal a alimentação de hoje está sobre carregada dele. Por isso é necessário diminuir as quantidades.

Tome chás digestivos.

Uma infusão com certos tipos de erva pode ajudar a digestão. Um dos chás mais conhecidos para essa finalidade é o de toldo, mas você também pode experimentar outros, como de menta, dente-de-leão, etc.

Comer com calma.

Quando você come muito rápido, acaba ingerindo muito mais comida. Comer a uma velocidade normal e mastigar bem os alimentos ajuda na digestão e você acaba por comer menos.

Emagrecer dormindo?

Não se esqueça de que o descanso é parte fundamental para uma vida saudável. Se você não dorme entre seis e oito horas por noite, terá dificuldades em se manter acordado e bem disposto durante o dia. Além disso, irá ganhar peso com mais facilidade porque o seu apetite aumenta. Dormir pouco leva a ataques compulsivos de fome, leva a uma escolha de alimentos mais gordurosos e nesta situação você vai precisar de mais comida para saciar a fome.
Se você não dorme o suficiente também não vai ter tanta força de vontade para seguir todas as outras dicas e assim não vai conseguir perder barriga ou melhorar a sua saúde.
Estas dicas para perder barriga dão bons resultados e são fáceis de programar para quem começa a emagrecer e a ter hábitos mais saudáveis. Se seguir todos os conselhos vai ver resultados em menos de 1 semana, vai perder barriga, emagrecer e sentir-se melhor. O melhor para perder barriga e ficar com abdominais é comer de forma saudável e fazer exercício.
Para saber mais subscreva a Newsletter gratuita e você vai receber mais dicas e um acompanhamento semanal para uma vida mais saudável com um corpo bonito. É totalmente grátis!

Nenhum comentário:

Postar um comentário